notícias

Cresce mercado imobiliário no Estado de São Paulo

Gradativamente, o mercado de imóveis está se recuperando no Estado de São Paulo, mostrando atividades de compra e venda. Porém, esse crescimento é aparente em algumas regiões e não em todo o estado. Um levantamento divulgado pela Associação dos Registradores de Imóveis de São Paulo (Arisp) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), mostra as principais constatações de Indicadores de Registro Imobiliário. Nos últimos 12 meses até junho deste ano, a pesquisa constatou 575.043 operações de compra e venda de imóveis, 1,55% maior que o mesmo período anterior. No entanto, comparado com o ponto mais alto do setor, na metade de 2012, está 32,6% abaixo com 631.899 transações. "Quem queria vender não aceitava baixar o preço. E quem queria comprar não se dispunha a pagar o valor pedido. Então as transações diminuíram, num ajuste pela liquidez. Agora estamos vendo uma retomada, o que pode até abrir espaço para um aumento nos preços no futuro", pesquisador da Fipe Eduardo Zylberstajn.

Uma boa notícia para o setor é a queda no número de imóveis retomados pelos bancos por falta de pagamento. Foram 7.840 nos últimos 12 meses até junho de 2019, 7,3% menos do que os 8.459 nos últimos 12 meses até junho de 2018. "Com a melhora no cenário macroeconômico, redução leve do desemprego e queda dos juros, há menos pessoas inadimplentes", completou Zylberstajn.

A pesquisa utilizou dados de 17 cidades, em sete delas as compras e vendas aumentaram e em dez diminuíram. Porém, no geral, o cenário melhorou. A cidade de São Paulo, teve aumento de 2,33% nas atividades, acima da média de 1,55% no Estado.